pitanguy

Quem entrasse de olhos bem abertos na clínica do mais famoso cirurgião brasileiro notaria o desenho singular exibido numa das paredes do casarão de Botafogo. Do encontro do lápis com o papel, surge um cavaleiro meio quixotesco que empunha o nome Pitanguy em vez de espada. Obra do pintor Salvador Dalí, um dos tantos artistas que se tornaram amigos do médico mineiro quando ele, ainda jovem, teve a chance de estudar no Exterior.
O cirurgião plástico Ivo Pitanguy deu os primeiros passos na profissão nos anos 40, graças a bolsas de estudo concedidas por instituições americanas e europeias. “No Brasil, a medicina era apenas curativa. Naquele tempo, não se pensava em tratar a imagem”, dizia ele. Nessa arte, Pitanguy foi o melhor do mundo.
Extremamente habilidoso e criativo, ele desenvolveu técnicas de redução de seios e rejuvenescimento da face que, desde os anos 60, atraíram uma legião de poderosos e celebridades. Entre elas, as divas do cinema Sophia Loren, Gina Lollobrigida.pitanguy 2
Os conhecimentos de Pitanguy não se limitavam à medicina. Era um humanista. A vasta cultura literária o levou a se tornar membro da Academia Brasileira de Letras. Tudo o que aprendeu na profissão, o médico passou adiante. Durante décadas, se dedicou a formar centenas de cirurgiões plásticos em todo o mundo.

ivo-pitanguy
Pitanguy morreu no Rio, aos 90 anos, um dia depois de carregar a tocha olímpica, numa cadeira de rodas. Os fatos parecem ter justificado a reflexão que ele gostava de repetir. “O que precisa ser cobrado é a alegria da eterna juventude – e não a eterna juventude

. 3

3hnjmb20yy_vxjufuik9_file
A clínica de Botafogo havia sido desativada quando a idade avançada e os problemas de saúde o impediram de prosseguir no comando dos atendimentos. Muitos pacientes se recusavam a ser atendidos pela equipe. Queriam ser tocados pelo olhar e pelo talento incomparável dele.
A trajetória de Pitanguy demonstra que excelência técnica pode ser aprendida se houver dedicação, mas genialidade é acidente de percurso. Por mais que ele tenha se empenhado em fazer sucessores (e se empenhou muito), sua assinatura será para sempre única. Como a de Dalí.

Cristiane Segatto – Revista Época, a quem agradeço.

Ivo Hélcio Jardim de Campos Pitanguy (Belo Horizonte, 5 de julho de 1926Rio de Janeiro, 6 de agosto de 2016) foi um cirurgião plástico, professor e escritor brasileiro, membro da Academia Nacional de Medicina e da Academia Brasileira de Letras. É considerado um dos mais renomados cirurgiões plásticos do mundo. ( Wikipédia )

Anúncios