Ernest Hemingway

Imagem

Ernest Hemingway nasceu em 21 de julho de 1899, em Oak Park, no Illinois, nos Estados Unidos. Sua família possuía uma casa de campo no norte de Michigan. Lá, junto com seu pai, Hemingway desenvolveu o gosto pela natureza, pela caça, pela pesca e pela aventura.

Desde sua juventude, Hemingway já escrevia contos e redigia jornais escolares. Ingressou como jornalista no jornal Star, da cidade de Kansas.

Em 1918, participou da Primeira Guerra Mundial. Havendo sido recusado pelo exército por problemas de visão, se inscreveu na Cruz Vermelha e foi motorista de ambulância na Itália. Tendo sido ferido, foi afastado do front e, enquanto se recuperava num hospital em Milão, se apaixonou pela enfermeira estadunidense Agnes Von Kurowsky. Porém, quando Hemingway se recuperou de seus ferimentos e voltou aos Estados Unidos, Agnes ficou na Itália, onde acabou se envolvendo com um oficial italiano. Agnes foi a inspiração para a personagem Catherine Barkley de Adeus às armas.

Voltando aos Estados Unidos, Hemingway ingressou no jornal Toronto Star. Casou-se com Hadley Richardson em 1921. Em dezembro desse ano, foi trabalhar em Paris como correspondente estrangeiro do Toronto Star. Lá, se juntou ao grupo de intelectuais conhecidos como “a geração perdida”, do qual faziam parte Scott Fitzgerald, Ezra Pound e Gertrude Stein.

Em seguida, desligou-se do jornalismo e publicou seu primeiro livro, Nosso tempo, em 1924. Em 1929, voltou para os Estados Unidos. Apesar da crise de 1929, Hemingway pôde viver com luxo em Key West, graças ao sucesso de Adeus às armas. Este, escrito sob o impacto do nascimento de seu segundo filho (de Pauline Pfeiffer, sua segunda esposa) e do suicídio de seu pai.

De uma viagem à África resultaram As neves do Kilimanjaro (1935), As verdes colinas da África (1935) e A curta e feliz existência de Francis Macomber (1936).

Em 1937, foi cobrir a Guerra Civil Epanhola. Dessa experiência, resultou Por quem os sinos dobram, de 1940.

Participou da Segunda Guerra Mundial como membro da força aérea britânica. Após a guerra, enquanto passeava pela Itália com sua quarta mulher, começou a escrever Do outro lado do rio, entre as árvores, de 1950. Mudou-se para Cuba, onde redigiu em 1952 O velho e o mar. Dois anos depois, ganhou o prêmio Nobel de literatura. Em Cuba, Hemingway trabalhou como agente secreto americano a serviço do FBI, experiência esta que inspirou o seu livro As ilhas da corrente

Em 1960, Hemingway doou sua propriedade em Cuba, chamada Finca Vigía, ao governo socialista cubano de Fidel Castro. Hoje, tal casa é um museu dedicado a Hemingway.

Concluiu As ilhas da corrente e, alguns meses após, suicidou-se com um tiro de fuzil em Ketchum, em Idaho, nos Estados Unidos, em 2 de julho de 1961.

Sobre os motivos do suicídio, existem várias possibilidades. A mais forte está relacionada aos problemas de saúde enfrentados na época por Hemingway. Há de se levar em conta ainda o exemplo de seu pai, que havia também se suicidado havia mais de trinta anos. E um dado que talvez também seja importante seja o fato de que o escritor britânico John Donne, que inspirou o título de Por quem os sinos dobram, escreveu em 1608 um texto dizendo que o suicídio não era um pecado. Existem ainda correntes que defendem que Hemingway não se suicidou, mas que teve um acidente com a arma enquanto a manejava

Obras publicadas

Ernest Hemingway, em 1950

Romances

  • 1925 The Torrents of Spring
  • 1926 The Sun Also Rises (br: O Sol Também Se Levanta; pt: Fiesta)
  • 1929 A Farewell to Arms (Adeus às Armas)
  • 1937 To Have and Have Not (Ter e Não Ter)
  • 1940 For Whom the Bell Tolls (Por Quem os Sinos Dobram)
  • 1950 Across the River and Into the Trees (Do Outro Lado do Rio e Entre as Árvores)
  • 1952 The Old Man and the Sea (O Velho e o Mar)
  • 1962 Adventures of a Young Man (Aventuras de um Homem Jovem)
  • 1970 Islands in the Stream (As Ilhas da Corrente)
  • 1986 The Garden of Eden (O Jardim do Éden)

Não-ficção

  • 1932 Death in the Afternoon
  • 1935 Green Hills of Africa
  • 1960 The Dangerous Summer (O Verão Perigoso)
  • 1964 A Moveable Feast (Paris é uma Festa)
  • 1999 True at First Light (Verdade ao Amanhecer)
  • 2003 Ernest Hemingway Selected Letters 1917-1961
  • 2005 Under Kilimanjaro

Contos e pequenas histórias

  • 1923 Three Stories and Ten Poems
  • 1925 In Our Time
  • 1927 Men Without Women
  • 1932 The Snows of Kilimanjaro
  • 1933 Winner Take Nothing
  • 1938 The Fifth Column and the First Forty-Nine Stories
  • 1947 The Essential Hemingway
  • 1953 The Hemingway Reader
  • 1972 The Nick Adams Stories
  • 1976 The Complete Short Stories of Ernest Hemingway
  • 1995 Collected Stories
Anúncios
Categorias: Tags:

3 Comments

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s