12.10.1935 – 06.09.2007Imagem

Filho de um padeiro, Pavarotti nasceu na cidade de Modena. Interessava-se tanto pela música como pelo futebol, mas o primeiro lugar em um concurso de canto o levou a escolher a carreira que o tornou célebre.

O tenor fez sua estréia em La Bohème, de Puccini, em Reggio Emilia, na Itália, em 1961. Em Milão, em 1966 estreou no Teatro alla Scala com La bohème. A sua consagração nos Estados Unidos veio quando interpretou Toni em La Fille du Regiment, de Donizetti, no Metropolitan Opera, em Nova York, em 1972.

No início da década de 1980, lançou The Pavarotti International Voice Competition para jovens cantores, concurso que manteve no decorrer dos anos.

Junto com os amigos Plácido Domingo e José Carreras formou os Três Tenores, trio que se apresentou em mais de 30 concertos de 1990 a 2003. Eles cantaram juntos em quatro partidas finais da Copa do Mundo, em Roma (1990), Los Angeles (1994), Paris (1998) e Yokohama (2002).

Às vezes criticado por seus megaconcertos, apresentou-se no Hyde Park em Londres e no Central Park de Nova York onde foi ouvido por mais de 500.000 pessoas. Pavarotti tem duas entradas no livro dos recordes: o maior número de chamadas ao palco – 165 – e o álbum de música clássica mais vendido – In Concert de Os Três Tenores.

Sua última turnê foi em 2004, aos 69 anos. Em 10 de Fevereiro de 2006, Pavarotti cantou “Nessun Dorma” na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2006 em Turim. Em julho do mesmo ano descobriu um tumor no pâncreas e anunciou que pretendia voltar a se apresentar em 2007.

Pavarotti se casou pela primeira vez em 1960 com Ardua Veroni, mãe de três de suas filhas e de quem se divorciou em 1995. Em 2003, teve uma quarta filha, Alicia, com sua nova companheira, Nicoleta Mantovani, trinta anos mais nova. Eles se casaram em dezembro do mesmo ano.

O tenor faleceu aos 71 anos deixando quatro filhas e uma fortuna de mais de 200 milhões de euros.

Dono de uma voz inconfundível e de uma figura carismática, o tenor italiano Luciano Pavarotti conquistou multidões e ganhou respeito internacional. Apresentou-se não apenas ao lado de grandes tenores como Plácido Domingo e José Carreras, mas de astros pop . No Brasil, fez parceria com Roberto Carlos.

Anúncios