1922 – 2006 Imagem
Aldemir Martins iniciou-se na pintura aos 19 anos.
Autodidata, veio de Fortaleza para São Paulo em
1946 e passou a desenvolver um trabalho original

com incursos de várias modalidades artísticas, no entanto a predileção pelo desenho
caracterizou toda sua produção.

Teve uma participação ativa e constante em centenas de exposições nacionais e internacionais; tais como, nas Bienais de São Paulo (1951, 1955 – na IIIa. recebe o «prêmio de desenho», 1975); na Bienal de Veneza em 1956 – sua participação foi premiada, na «modalidade de desenho»; participou ainda dos Salões Nacional de Arte Moderna (1957 e 1959 quando recebeu o prêmio de «viagem ao estrangeiro»). Ainda durante o ano de 1955, no IVº Salão de Arte Moderna, no Rio de Janeiro, recebe a “Pequena Medalha de Ouro”.

“Um jagunço por natureza, temperamento e educação em formação” ( era assim que o artista se definia ).
Aldemir utilizou figuras típicas da Região Nordeste em sua obra. A técnica de desenho é perceptível nas pinturas
tanto na utilização do fundo branco como pela definição com linhas e manchas escuras da pintura.
Tecnicamente seu trabalho em pintura revela o mesmo dominio obtido na prática do desenho. É de leitura fácil e simples.
Uma arte objetiva.

Ana Maria Ramos

Anúncios